Alagoa é um cantinho especial nas Terras Altas da Mantiqueira

Enquanto milhões de pessoas aproveitavam o Carnaval em Belo Horizonte, nós fugimos da multidão e reservamos o feriadão para buscar produtos no Sul de Minas. Doze horas de estrada até Itamonte, passando por Jesuânia, Piranguinho e Itajubá para carregar o carro com doces e cafés.


Foi bom relembrar a animação do Carnaval de interior. Em Itamonte, moradores e turistas ocupavam a praça central madrugada adentro, curtindo uma banda que revezava o repertório entre axé, funk, pop. As mesmas músicas eram executadas em todos os dias, variando mesmo só a ordem. Além da cerveja, os foliões se revezavam na fila da pipoca, um grande diferencial da cidade, já que vem acompanhada de sensacionais pedaços de queijo parmesão frito.


Aproveitamos o feriadão para buscar o queijo artesanal da Alagoa na casa do produtor, Ademilson. A pequena cidade faz limite com Itamonte, mas o trajeto entre os dois lugares demanda pelo menos uma hora de carro. A estrada é sinuosa, com calçamento que varia entre blocos, asfalto, terra e lama.





Mas vale muito a aventura, viu? É impressionante a beleza da estrada. Alagoa está a 1.130 metros do nível do mar e rodeada de belíssimas e altas montanhas.


A cidade, com cerca de 3.000 habitantes, está ficando famosa pela produção do queijo e tem visto o turismo crescer de forma orgânica. Muita gente quer conhecer de perto a cidadezinha que fica perto do Parque Nacional do Itatiaia e produz um queijo de sabor único e incrível. Lojinhas com produtos artesanais espalhados pelos poucos quarteirões do centro mostram que aos poucos os produtores vão se preparando melhor para receber os turistas. Há por lá cerca de 130 produtores familiares fabricando o queijo de forma artesanal.



Alagoa tem tudo para se tornar uma Visconde de Mauá - o vilarejo fluminense que fica do outro lado da serra e é um ponto turístico aconchegante e já famoso.


Para quem não se incomoda com o caminho complicado ou com a estrutura pequena, Alagoa é um excelente destino, principalmente para aqueles que gostam de um friozinho, pois a temperatura muda repentinamente. Vá preparado para encher a mala de delícias artesanais, porque a cidade tem produzido muito mais do que queijos. Lá também tem azeites, doces, geleias, conservas e até cerveja especial.


#alagoamg #minasgerais #suldeminas #turismo #turismomg #queijodaalagoa

408 visualizações

Av. Álvares Cabral, 1315

Bairro Lourdes

Belo Horizonte - MG

(31) 3327-9531

(31) 98868-2826

emporiocaminhovelho@gmail.com

Horário diferenciado durante a pandemia!

Seg - Sex: 13h às 22h​​

​Sábado: 12h às 18h

Receba nossas notícias, novidades e promoções

© 2019 by Caminho Velho Empório Eirele - CNPJ 35.579.092/0001-90

0